O assassino condenado Guilherme de Pádua fez uma aparição nesse domingo para o apresentador Marcelo Resende da Record, que teria negociado a entrevista durante 6 meses. Numa matéria que se baseava na entrevista com Guilherme mesclada com o típico jornalismo investigativo de Resende foi contada a versão de Guilherme juntamente com relatos do perito forense do caso. O Domingo Espetacular cedeu preciosos minutos para o exibicionismo de um psicopata perigoso e cínico. Na minha opinião esse quadro foi uma clara cutucada inconsequente na Rede Globo. O programa tentou mais uma vez desvendar a satânica tragédia que nenhum autor ousaria inventar.

Guilherme de Pádua era um jovem ator mineiro que estava na sua primeira novela e fazia par romântico com Daniela Perez, a filha da autora da trama. Ele teria ficado abalado depois da diminuição do seu personagem e teria entregue três bilhetes para Daniela. Ao ler a carta Daniela teria começado a chorar. Alguns dizem que o bilhete continha algum tipo de chantagem ou algum tipo de pedido desesperado para que Daniela intercedesse junto a sua mãe.

guilherme de padua
O ator não conseguiu iludir o Brasil no seu julgamento da vida real. Uma vez asssassino, sempre assassino.

Guilherme não tinha uma boa relação com seus companheiros de novela. Seu comportamento incomodava seu colega de camarim e até a sua religiosidade animista foi notada como uma característica que no futuro contribuiria para a crença de que ele na verdade seria um satanista. Pádua teria chateado seus colegas com problemas de sua vida pessoal. Ele também fazia rituais de magia negra com a esposa e por isso carregava medalhões e fitas. Dez dias antes do crime Guilherme e Paula haviam feito tatuagens com o nome do outro nas partes genitais. Havia também suspeitas de que na verdade ele seria homossexual. Testemunhas afirmam que antes do crime Guilherme havia mostrado para colegas de gravação uma imagem de preto velho chamado Seu Chicão e dizia que recebia ordens dessa entidade. Daniela teria se queixado devido à procura de Guilherme.

daniela perez
Uma vida que foi desperdiçada graças à ganância de um bandido.

Ele gravou a sua última cena e começou a chorar, pois na novela seu personagem terminava o romance com o personagem de Daniela. Ele teria saído junto com ela das gravações  e duas horas mais tarde ela foi encontrada brutalmente morta num matagal na Avenida das América. Tudo que aconteceu entre a saída dos dois das gravações e a morte no matagal ainda permanece como um mistério para muitos.

A atriz que deu vida a personagens marcantes a teria perdido da forma mais trágica possível. Sua juventude e seu futuro lhe foram roubados graças à inveja e maldade de Guilherme e de sua esposa grávida Paula Thomás. A partir daí as versões começam a surgir. No dia Guilherme teve a cara de pau e o maucaratismo de ir consolar a família pela morte da pessoa que ele mesmo havia assassinado. Mas a sorte do assassino estava perto de acabar.

guilherme de padua processado
Guilherme já está nas ruas, mas sua verdadeira sentença não acabará.

No intuito de despistar as autoridades Guilherme teve a coragem de praticar a patifaria de tentar adulterar a placa de seu carro LM-1115 para OM-1115 para tentar sair impune daquela situação. Um transeunte que passou pelo local havia relatado à polícia o número dessa placa parado junto ao lugar do crime. A polícia então checou esse número juntamente com o das placas que estavam estacionadas no estacionamento no dia da morte e constatou que o carro era o de Guilherme.

Encurralado, Guilherme confessa todos o crime e tenta livrar a sua esposa grávida. Ele contou todos os detalhes sobre o crime, o criativo ator apenas omitiu a parte das tesouradas, afirmando que nesse momento ele havia “incorporado” seu personagem Bira da novela. Mais tarde sua esposa também foi presa e confessou o crime. Na casa do sogro de Guilherme foi achada a imagem de uma santa quebrada e isso reforçou a teoria que o crime teria se motivado graças a um macabro ritual de magia negra. Na prisão Paula começa a se voltar  contra o marido e a dizer que não estava no lugar do crime. Decepcionado com a mulher o covarde Guilherme resolve colocar a culpa na sua mulher grávida e perde qualquer honra que ainda possuía.

caso daniela perez

Versão de Paula

A partir daí o julgamento se tornou um jogo de interesses em que factóides eram propagados para criar a ideia de crime passional, pois isso diminuiria as penas. A tática da acusação foi a de desmoralizar a figura de Daniela e dessa forma causaram ainda mais dor para os corações da família. Na primeira versão Guilherme disse que havia encontrado com Daniela no matagal e a matado sozinho com 16-19 estocadas de tesoura. A causa da morte foi devido aos ferimentos provocados pelas tesouradas. Não existem nenhuma evidência ou álibi de que Paula não estava no local. É a versão mais improvável, pois um advogado viu o casal no local do crime. Ela dizia que estava em um shopping no momento do crime, porém ninguém a teria visto lá nesse dia.

Versão da acusação

Na segunda versão o crime teria sido premeditado. Eles juntos teriam saído de casa com punhal e lençóis. Fizeram uma interceptação do carro de Daniela próximo a um posto de gasolina. Guilherme teria dado um soco violentíssimo em Daniela e a teria desacordada em função disso. Ele teria guiado o carro de Daniela. Depois teriam levado o corpo de Daniela morta ou viva para o matagal. Havia sangue humano dentro do carro. O lavador de carro afirmou que havia limpado manchas de sangue na parte traseira do carro. Foi provado pela perícia que um hematoma que Daniela tinha no rosto teria sido provocado naquele dia de acordo com o laudo.

Versão de Guilherme

A terceira versão é a que Paula teria matado Daniela juntamente com Guilherme. É a versão mais macabra. Guilherme sustenta que Daniela o havia procurado porque queria convensar com ele sobre assuntos pessoais que teriam provocado nela um hematoma no rosto. Daniela teria guiado o carro até o matagal e teria conversado com Guilherme. Não foram achadas digitais ou vestígios de Guilherme no carro de Daniela. Nesse momento Paula teria saído do carro e começado uma intensa briga com Daniela. Durante a briga Guilherme teria segurado Daniela com força “para protegê-la” de Paula. Ela teria caído desacordada e eles teriam achado que ela havia morrido.

Não havia sangue em quantidade dentro dos carros. O rosto de Daniela estava limpo. Existe uma dúvida se ela teria sido morta com a asfixia de Guilherme ou com as tesouradas que poderiam ter sido dadas por Guilherme ou Paula. Não é comum a homens dar várias tesouradas em suas vítimas. Esse comportamento é típico de mulheres em estado psicológico abalado como era o da grávida Paula Tomás. A morte de Paula teria sido motivada pela inveja e pela vingança. Das doze escoriações oito atingiram o coração e isso evidenciaria a vontade de levar a vítima ao óbito.

“Já fui já ameaçado de ser processado. Por pessoas que não querem que vida íntima venha à tona. Então quem quiser entender que entenda. Eu não tenho condição financeira, estrutura familiar, meus pais não iam suportar outro processo e nem dinheiro, que é o pior.”

Guilherme de Pádua no Domingo Espetacular

Sentenças

ri guilherme de pádua
O infindável cinismo da impunidade.

Em janeiro de 1997, o juiz José Geraldo Antônio condenou Guilherme a 19 anos de prisão. Em maio Paula foi condenada a 18 anos e meio. Na prisão, Paula teve um filho de Guilherme, Felipe, que nasceu em 1993. Guilherme e Paula cumpriram pouco mais de 6 anos da pena. A conduta do assassino exteriorizou uma personalidade violenta, perversa e covarde quando destruiu a vida e uma pessoa indefesa, sem nenhuma chance de escapar ao ataque de seu algoz, pois, além da desvantagem na força física o fato se desenrolou em local onde jamais se ouviria o grito desesperador e agonizante da vítima.

Demonstrou Guilherme ser uma pessoa inadaptada ao convívio social, por não vicejarem no seu espírito os sentimento de amizade, generosidade e solidariedade, colocando acima de qualquer outro valor a sua ambição pessoal. Diante destas circunstâncias, onde se acentuam intenso grau de culpabilidade, impõe-se uma resposta penal condizente com a exigência da necessidade e suficiência para reprovação e prevenção do crime consoante determina o dispositivo legal norteador da aplicação da pena.

Hoje

Guilherme teria se convertido para escapar da morte certa na cadeia. Ele deve ter visto na religião a única oportunidade de cumprir a sua pena e ter mais chances de sair com vida da prisão. Hoje ele se esconde numa igreja de boa reputação em Belo Horizonte e trabalha com som e informática. Ele se casou de novo e até hoje vive nas sombras de seu passado macabro. O homem que não aceitou perder espaço na novela acabou perdendo seu espaço na vida.

daniela perez morta
Não tiveram piedade e nem tentaram socorrer a pobre indefesa que não tinha nem para quem pedir socorro nos seus últimos momentos.

Se na novela Bira era motorista de ônibus, na vida real Guilherme real conseguiu arrastar a sua vida e a de Daniela Perez para a estrada da tragédia, do crime e da crueldade. Ele acabou perdendo seu papel de motorista na novela para viver eternamente o papel de assassino. Guilherme hoje é obrigado a pagar por um crime que realmente cometeu e sua sentença não tem fim definido pela lei, mas definido pela memória dos populares que se horrorizaram com a sua capacidade de arquitetar e praticar a maldade contra quem só desejava o bem as outras pessoas.

Guilherme hoje vive atrás das grades da sua religião, mas ele jamais sairá da cela da culpa. As algemas do destino nunca sairão de suas mãos e ele jamais voltará a profissão que amava. Ele foi sentenciado ao ódio eterno de todos que tem um pingo de caráter e de compaixão ao próximo. A mesma cabeça que arquitetou todo o crime hoje é colocada todos os dias num travesseiro onde as imagens de seus atos bárbaros continuarão ao assolar.

guilherme de padua entrevista
Guilherme de padua naquela época ainda tinha a mesma versão de hoje. É uma pena que a sua pena nunca será compatível com o mal que ele causou.

Guilherme pode conseguir até o perdão de deus e ter seus pecados perdoados, mas o perdão do povo pelo seus crimes cruéis ele não verá em vida e mesmo se vivesse mais 100 anos, ele ainda seria julgado pelos povo por seu crime. Os julgamentos geralmente acabam, porém o julgamento de Guilherme continuar diariamente sempre que ele é julgado por aqueles que o reconhecem. Até hoje nenhum popular tentou tirar a vida dele para só então assim tirá-lo do cativeiro eterno em que ele mora da forma que ele merece.

Paula Tomás mudou de nome e se casou de novo. Ela  hoje vive no nobre bairro de Copacabana. Ela foi tão covarde que não aguentou o fardo carregado pelo seu nome sujo e imundo de assassina e resolveu mudar seu nome para Paula Nogueira Peixoto. Ao que tudo indica Paula vive hoje uma vida normal com todos os luxos e privilégios de uma moradora da Zona Sul do Rio de Janeiro.

Entrevista

guilherme de padua
Mesma versão de sempre, mesmo “convertido”, ele não confessa que o crime foi premeditado. O que surpreendeu foi a frieza em contar os detalhes tão sórdidos do crime.

Guilherme de Pádua deu uma entrevista para o Ratinho em 2010 e por isso o apresentador gozou de um enorme estrondoso ibope. Guilherme se esquivou das perguntas com medo dos processos que Glória Perez poderia colocar contra ele. A vingativa e sempre oportunista rede Record chamou Guilherme para uma entrevista claramente chapa branca. Logo, a Record entrevistou o perito do instituto de criminalística do Rio de Janeiro na época do crime, que reforçou toda a versão de Guilherme de que o hematoma que ela tinha no rosto não teria sido feito naquele dia.

Esse FDP pq estava sendo reduzido na novela vingou-se: emboscou Daniela, desacordou com um soco,deu 18 estocadas e foi abraçar nossa familia

Glória Perez pela internet, mais especificamente no microblog Twitter durante a entrevista de Guilherme para a Record.

gui padua nome guilherme de
Gui Padua teve até que mudar de nome por causa do crime cometido pelo seu xará.

Padua disse que no dia da gravação Daniela teria o chamado para que ele conversasse com ela e ele teria visto que Daniela tinha uma lesão no rosto escondida pela maquiagem. Guilherme disse claramente que sua relação com Daniela tinha um óbvio interesse pelo fato dela ser filha da novela. Guilherme afirmou que estava tentando ter menos contato com Daniela, mas ele teria tentado se aproximar dela devido à diminuição de seu papel na novela e ao próprio pedido dela.

Segundo Guilherme, Daniela queria fazer um desabafo sobre a vida pessoal dela que teria motivado a lesão no seu rosto. Como sempre, a ciumenta Paula acompanhava as gravações no dia do crime. Guilherme teria conversado com sua esposa e teria combinado uma conversa junto com Daniela para eles esclarecerem os ciúmes que Paula tinha de Daniela. Paula alegava que era Guilherme que estava interessado em Daniela e Guilherme dizia que sua relação era apenas de amizade.

daniela perez morta
O mundo ficou se tornou um lugar mais triste com a morte de Daniela e muito mais injusto com a saída do assassino da prisão.

Daniela teria saído com o carro com o dele atrás e teria mandado eles pararem num matagal para que eles pudessem conversar melhor. Daniela teria falado que estava triste e que queria que a novela acabasse. Nesse momento Paula teria saído do carro xingando Daniela e teria começado uma agressão física. Guilherme teria tentado a apartar a briga e teria segurado Daniela com uma mão e tentado empurrar sua mulher grávida com a outra.

Em determinado momento a Daniela teria caído desacordada e ele teria tentado verificar a sua pulsação. Desesperado, ele teria começado a tentar procurar uma forma de tirar as provas do crime no local. Ele teria adulterado a placa e depois ele reparou que Paula estava estocando o corpo de Daniela. A mente psicopata da assassina teria criado um ridículo “falso álibi” dando as estocadas em Daniela para dar a impressão que se passava de um crime praticado por um fã. Guilherme teria jogado a tesoura no mar e esse intrumento não teria sido achado.

guilherme de padua homossexual leopardos
Antes da novela Guilherme teria feito parte , segundo o depoimento de muitos, de peças de teatro voltadas ao público homossexual. Em algumas dessas peças haveria nudez e sexo gay. Uma dessas peças era o Show dos Leopardos. Depois de atuar no teatro durante bastante tempo ele conseguiu fazer uma peça de Wolf e através desse trabalho teria conseguido o papel na novela.

Guilherme teria ainda encontrado o marido de Daniela no caminha da delegacia. O psicopata teria a coragem de abraçar o marido da pessoa que tinha acabado de matar friamente. Pouco tempo depois as autoridades teriam chegado a Guilherme devido aos muitas evidências que ele deixou. Quando preso Guilherme disse que pretendia se matar com a perna da sua calça, mas ele teria mudado de ideia ao receber uma cesta de frutas de uma Sra. pedindo para que ele não desistisse.

O assassino falou como é difícil encarar o cotidiano depois de sair da prisão e que inclusive teria levado cuspidas na cara de cidadãos indignados. Ele ainda disse que não voltaria no tempo, pois ele sabe que se ele não tivesse entrado na prisão ele talvez nunca teria conhecido a fé. O condenado ainda disse que se encontrasse Glória Perez poderia pedir o perdão. pelo que fez.

Guilherme de Pádua veio para o Rio em busca da fama e do sucesso na tv. De certa forma ele conseguiu o seu objetivo, pois sua má fama ficará gravada para sempre. Ele perdeu espaço na novela, mas ganhou espaço na novela da vida real num papel de destaque nacional que o colocou no horário nobre durante meses. Guilherme não veio para a vida fazer papel de coadjuvante, mas o papel do maior vilão da história do nosso país. Infelizmente, ninguém poderia prever que na vida real ele atuasse numa novela-  e numa novela de terror-.

Anúncios