EUVÍ: CASO BRUNO – O caso da morte



Sexo, traição, orgia, promiscuidade, lascívia, luxúria, morte, inveja, ganância, ambição, aborto, assassinato, mentira, segredo, engano, injustiça. Esses são os satânicos ingredientes do maior escândalo envolvendo um jogador de futebol na história do Brasil.

Bruno, um promissor goleiro de um dos clubes mais aclamados do mundo parecia ter tudo. Mulheres, dinheiro, poder e homens, homens dispostos a fazer qualquer coisa para atenter à sua vontade. Bruno estava acostumado a praticar orgias na compania de seus colegas de profissão depois de jogos importantes. Em uma dessas orgias, seu destino se cruzaria para sempre com o da modelo e atriz pornográfica Eliza Samudio. Os dois teriam tido uma noite de sexo selvagem que resultou numa gravidez ‘indesejada”.

Eliza era uma jovem que cresceu sem a presença da mãe, que a abandonou ainda pequena e saiu do Paraná com a esperança de se tornar uma famosa modelo no Rio de Janeiro, mas a vida foi mais difícil do que a pobre Eliza tinha imaginado e ela foi obrigada a fazer filmes pornográficos para a produtora Brasileirinhas para poder sobreviver. A chance de participar de uma orgia com jogadores de futebol milionários parecia ser a oportunidade perfeita para que a pobre Eliza concluísse seu plano de alpinismo social. Depois que ela engravidou de Bruno, o horizonte parecia mais verde e não só ela poderia ter como se sustentar, como teria um filho com quem poderia dividir suas carências e sentimentos.

Porém, ter um filho com uma estranha não estava nos planos de Bruno, assim que ele teria sabido da gravidez de Eliza, ele juntamente com seu braço direito, Macarrão, teriam obrigado Eliza a ingerir uma substância abortiva e também teriam a agredido. Esse teria sido a primeira tentativa de assassinato que teria sido feita por Bruno contra Eliza, mas infelizmente, não seria a última.

Eliza foi a delegacia e procurou a imprensa, mas o Estado a ignorou e negligenciou protegê-la, talvez por não imaginar o que estava por vir.

Bruno era casado, tinha uma namorada e também tinha uma noiva, com quem imaginava que iria morar depois que se transferisse para um clube da Itália. Eliza para Bruno não passava de um problema, sua vida e de seu filho não valiam nada para ele e ele teria resolvido dar cabo desse empecilho. Eliza não parava de pedir dinheiro e queria um apartamento que Bruno não estava disposto a lhe oferecer. Mal sabia Eliza que Bruno já estava providenciando uma nova morada para ela passar o resto de seus dias.

DIA 4 DE JUNHO DE 2010

Eliza iria de São Paulo para o Hotel Transamérica. As diárias seriam pagas por Bruno. Para infelicidade de Eliza, não é a única coisa que Bruno estava disposto a pagar.

Macarrão, amigo de infância de Bruno (que teria uma tatuagem nas costas com os inscritos “BRUNO E MACA: AMIGOS PARA SEMPRE”) seria o responsável por pegar Eliza e a criança numa Range Rover juntamente com o primo de Bruno, escondido no porta-malas.

No meio da viagem, o primo de Bruno teria saído e apontado uma arma para Eliza. Desesperada, Eliza luta por sua própria vida e toma a arma do primo de Bruno e tenta atirar. O primo de Bruno retoma a arma e dá três covardes coronhadas na cabeça da indefesa Eliza.

O SÍTIO

No caminho, o grupo teria parado num motel em Contagem. Fraldas foram encontradas no quarto. Com muita regulamentação irregular, a Range Rover é apreendida em Contagem. Dentro do carro havia sangue de Eliza e de outra pessoa.

Desacordada, Eliza é levada pelos asseclas de Bruno para um sítio, onde passaria seus últimos, e piores momentos de sua vida. Segundo o primo de Bruno, Eliza ficaria trancada dentro do sítio. Bruno não estaria lá, mas sua mulher sim. Dias depois, Bruno chegaria no sítio em Esmeraldas, para finalizar o que começou.

Perguntado o que eles deveriam fazer, Bruno teria declarado com frieza: “O que tá feito tá feito.”

DIA 9 DE JUNHO DE 2010 

Eliza é apresentada a uma figura nada convidativa para ela, o policial Bola, um homem perverso e violento, capaz de fazer qualquer coisa para conseguir o que quer. Eliza é obrigada a ligar para amigas e dizer que estava bem. É uma pena que Eliza não sabia que nesse momento, passaria pelos piores momentos de sua curta vida.

Versão 1=Na versão do primo de Bruno, ele, Sérgio, Eliza e Macarrão foram a casa de Bola.

Versão 2=Na versão de Sérgio, Macarrão, Bruno e Eliza teriam ido a casa de Bola.

Versão 3=Na segunda versão de Sérgio, ele e Bruno teria ficado no sítio.

O filho de Eliza é roubado pela mulher de Bruno. Enquanto isso, Eliza teria sido torturada e morta por Bola. Cansada do sofrimento, Eliza teria suplicado para que Bola não o machucasse. Bola teria respondido: “Eu não vou te machucar. EU VOU TE MATAR!”

Até hoje os restos mortais de Eliza não foram achados, a teoria mais aceita é que seu corpo foi dado para cães ou teria sido muito bem escondido.

O primo de Bruno, testemunha-chave do crime foi assassinado meses depois. O advogado de Bruno foi pego fumando crack. A defesa de Bruno ainda teria tentado tirar a credibilidade dos delegados e dos promotores. A defesa ainda sustenta que Eliza estaria viva.

Bruno terminou com a sua mulher, com a sua namorada e sua noiva e conheceu uma nova noiva, com quem pretende se casar na prisão. Hoje, Bruno teria entregado a sua vida a Jesus Cristo, mas ainda não confessa o que fez com Eliza Samúdio. Talvez Bruno achasse que ninguém iria se importar com a vida de um ninguém e tentar incriminar um jogador do Flamengo, mas Bruno estava errado. A justiça brasileira mostrou que deve e pode apurar a morte de qualquer pessoa, não se importando com quem é o acusado.

Hoje, presenciamos o julgamento de um jogador que ganhou o mundo agarrando bolas e se sagrou campeão no esporte, mas que graças à sua ambição e ao assassinato praticado por Bola, vai acabar sendo o agarrado pela justiça brasileira.

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s