EUVÍ: Funk evangélico? Passinho do abençoado? Diversidade ritmíca ou exploração financeira de outros públicos?


Não é de hoje que  a música evangélica tem tentado explorar todos os ritmos possíveis a fim de alcançar o maior número possível de fiéis e capitalizar ba$tante com isso. No início, as religiões cristãs viam com muitos maus olhos os ritmos da nova geração, a música sacra devia ser entoada em ritmos harmoniosos e qualquer outro ritmo usado para fazer o proselitismo religioso era visto como uma deturpação da mensagem da religião.

Com o passar dos tempos, algumas religiões desistiram de ficar mantendo uma guerra contra os “ritmos do diabo” e decidiram encorporar tais ritmos dentro de suas liturgias. O advento de ritmos mais animados gerou lucros para as religiões, trazendo um público jovem que havia perdido o interesse pelas atividades clericais.

Mas aí, muitos podem levantar uma série de perguntas que podem ser sensatamente respondidas com relação à mistura entre a mensagem religiosa e os ritmos mundanos:

1- Será que a religião deve se manter tradicional em relação aos seus ritmos musicais ou deve se vender aos ritmos da moda para tentar alcançar mais pessoas para suas fileiras?

2- Será que ritmos associados a promiscuidade e satanismo devem ser trazidos para dentro do ambiente sagrado das religiões?

3- Será que a diversidade de ritmos é uma forma de atender às demandas dos próprios religiosos pela diversidade ritmíca ou a exploração desses ritmos mais populares apenas seria uma forma de ganhar a atenção da mídia e conseguir mais dinheiro?

Anúncios

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s