A Usurpadora 09

EUVÍ: A Usurpadora, a história, as curiosidades e as melhores frases da melhor novela mexicana que o SBT já exibiu


As viúvas de Avenida Brasil tem motivos para comemorar, pois amanhã a SBT resolveu reprisar o maior sucesso da teletramaturgia hispânica de todos os tempos. Essa hipnotizante novela realmente merece todo o destaque e o que a torna ainda mais atraente é a falta de pés no chão, ou melhor dizendo, a ausência de realidade.

Muita gente detesta novelas mexicanas. Elas podem ser mal dirigidas, cafonas e previsíveis. Apesar disso, uma novela boa é sempre uma novela boa e quando penso numa novela ótima penso em A Usurpadora. A Usurpadora é uma novela mexicana de 1998 e conta a saga de duas irmãs que foram separadas ainda jovens e se reencontram já adultas. A novela tem uma história intrigante e consegue excelentemente brincar com os esteriótipos que existem nas novelas mexicanas. Todos os acontecimentos da trama parecem ser meras desculpas para closes fechados e frases de efeito proferidas de forma dessincronizada com a dublagem.

O enredo nem não era inédito. Aqui no Brasil mesmo já tínhamos as recentes Ruth e Raquel, de Mulheres de Areia e Vivi e Fernanda, de Cara & Coroa. Sua primeira exibição no Brasil ocorreu entre 22 de junho e 09 de novembro de 1999, acompanhando o sucesso estrondoso da trilogia das “Marias” de Thalia. Apesar da infinidade de clichês embutidos no enredo, o Sucesso foi imediato!

Uma mãe pobre dá a luz a duas filhas gêmeas. Sem condição de criá-las entrega uma à adoção e fica com a outra, que cresce em meio às dificuldades de seu vilarejo. Ela é Paulina (Gabriela Spanic), uma moça simples, que vive em prol da mãe doente. Atualmente é funcionária da limpeza de um estabelecimento. A outra criança é adotada por uma família rica e se torna a fina Paola Bracho (também Gabriela Spanic), que é o oposto da irmã.

A usurpadora é uma ode aos exagero. Tudo é exagerado. A mocinha é MUITO ingênue e MUITO boa. Já a vilã é praticamente a própria reencarnação do diabo na terra.Paola é uma mulher rica e prepotente e é capaz de fazer qualquer coisa para conseguir o que quer. Já Paulina é pobre e humilde e está sempre disposta a ajudar as pessoas a sua volta. Não há limites para a crueldade de Paola Bracho. Ela se diverte praticando adultérios, levando a empresa da família a falência e embebedando a vovó Piedade. Aliás, Paola não possui piedade de ninguém e usa sua maldade para arquitetar um plano santânico contra Paulina.

Paola vive esbanjando dinheiro e arrogância e é casada com Carlos Daniel (Fernando Colunga), um dos herdeiros da família Bracho. Ela possui um caráter diabólico e tem um caso de adultério às escondidas com Willy Monteiro (Juan Pablo Gamboa). Willy é casado com a problemática Stephanie Bracho (Chantal Andere), irmã adotiva de Carlos Daniel. Anfitriã dos Bracho, Vovó Piedade (Liberdad Lamarque) é uma mulher franca que sofre de alcolismo.

O luxo dos Bracho não é suficiente para Paola, que não se faz por satisfeita com nada e sempre quer mais e mais, pois tem o sonho de ter muito dinheiro para poder financiar a sua vida de luxúria e promiscuidade. Para realizar seus desejos, não mede esforços e parte para uma viagem longe de todos, inclusive dos filhos que temcom Carlos Daniel. Nessa viagem Paola acredita encontrar uma sósia num banheiro feminino e lhe faz uma proposta audaciosa: trocar de papel por um ano com ela.

Depois que a adúltera Paola descobre que tem uma irmã gêmea chamada Paulina ela resolve a chantagear. Para obrigar a moça a aceitar esse seu diabólico plano, arma-lhe uma armadilha para a Paulina, acusando-a de lhe ter roubado uma jóia sua e se ela não aceitar se passar por ela, a colocará atrás das grades definitivamente. Para não ir para a cadeia, Paulina é obrigada a ir para a mansão dos Bracho e se passar por Paola, que pretende tirar umas férias com um velho rico que conheceu.

Sem ser reconhecida por sua aparência completamente idêntica à de Paola, ela se vê entre uma familia desestruturada pela mesma e percebe que há pessoas que precisam de sua grande dedicação e de seu amor naquele lar. E a partir daí, a história fica mais e mais movimentada. Paulina se apaixona por Carlos Daniel, tem que lidar com os todos os muitos amantes de Paola, enfrentar o ódio que todos sentem da megera e salvar a fábrica da falência. E as coisas não ficam ainda mais difíceis quando Paola entra em coma e não volta no tempo determinado, quando o filhinho de Carlos Daniel cai de um cavalo e fica manco, e não contente com isso, foge de casa e sofre um acidente e perde a memória.

A heroína batalhadora Paulina ainda sofre um revés do destino quando é desmascara por Paola e é obrigada a deixar a casa da família quando descobrem que ela usurpou a vida de Paola. Quando tudo parece bem e tranquilo, a verdadeira Paola sofre um desmaio numa viagem com um de seus amantes e entra em coma. Paulina, a usurpadora, admite à família Bracho que não é Paola e que ela não voltou no tempo estabelecido. Mesmo espantados, todos pedem que Paulina fiquem em seu lugar, uma vez que ajudou a reerguer a família. Paola luta para se recuperar do coma e começa a formular um maquiavélico plano de vingança, pois a justiça pretende condenar Paulina pela proposta de usurpação que aceitou.

No julgamento, Paola aparece e inventa uma história contra a sósia: Segundo ela, Paulina propôs que trocassem de papéis para que pudesse viver como a irmã rica sob a condição de matá-la, caso recusasse(como ela é má hein). No julgamento, Paola é questionada por um advogado por ter sido vista em outro país com um homem(Paola pêga? Ainda não). Para se livrar da desconfiança de traição, Paola finge passar mal para sair do tribunal.

Depois de descobrirem que são irmãs, Paola reassume seu papel e volta para a mansão dos Bracho, transformando a vida de todos num verdadeiro inferno de trevas e humilhações. Sua cúmplice, a enfermeira Elvira descobre suas armações e é ameaçada e subornada por Paola para que não diga nada a ninguém. Paola e Elvira sofrem um terrível acidente de carro, que mata somente Elvira. Paola tem uma sofrida recuperação e, segundo o médico, suas pernas deverão ser amputadas (sim… amputadas). Paola começa a pirar na batatinha e num delírio revela o maucaratismo de Willy, que pretendia incendiar a fábrica dos Bracho.

Paola ainda teve uma redenção a la Carminha e se arrepende de seus erros. Num momento quase inimaginável, a sempre benevolente Paulina faz uma promessa e promete virar freira, caso sua irmã má se salve. Felizmente, Paola morre no leito do hospital. Para que não restem dúvidas sobre sua morte ela é cremada e enterrada no mausoléu dos Bracho.

Willy tenta colocar fogo na fábrica e é impedido. Após ser preso, revela a sua esposa, Sthephanie que ela é filha da governanta dos Bracho (Minha Nossa!). Verdades são reveladas, a vilã enterrada, a família reconstruída e Paulina e Carlos Daniel ficam separados. Após a morte da irmã, Paulina tenta esquecer Carlos Daniel para se casar com seu advogado(sim…apenas para esquecer o Carlos Daniel, pois eles “não podem” ficar juntos).

Nos momentos finais, Paulina desiste e volta para os braços do seu amor verdadeiro. Vovó Piedade confirma  que Sthephanie é mesmo filha de Idalina, a governanta, e as duas selam o amor entre mãe e filha. Sthepanhie começa a enlouquecer e diz que seu ex-marido, Willy, voltará para buscá-la. A família decide interná-la num sanatório. A louca Stephanie acaba virando freira e tudo termina por isso mesmo. Carlos Daniel e Paulina reatam e contam às crianças que ela é irmã de Paola, ou seja, tia deles. É óbvio, todos aceitam essa situação bizarra e ninguém estranha os acontecimentos do passado e aceitam Paulina como uma mãe. Willy é preso e a novela acaba.

Paola Bracho consegue no fazer de suas maldades ser praticamente uma Carminha hispana guiada apenas pela ganância e pela ambição. Suas frases e momentos de crueldade fazem até hoje a alegria de muitos na internet. Graças a Paola, A Usurpadora é a novela mexicana definitiva, que tem todos os bons e maus elementos pertencentes as tramas do México.

O sucesso de a Usurpadora foi tão grande que a trama ganhou uma continuação chamada Más alla de la Usurpadora. As tramas da continuação são ainda mais bizarras do que a da novela original.Paulina descobre que teria um câncer terminal e resolve preparar uma nova Sra. Bracho para ficar no seu lugar. Que tipo de pessoa ingênua pensaria em fazer isso?Paulina, pensando obviamente de maneira errada que Raquel é uma pessoa boa e honrada, começa ensinar tudo o que Paola ensinou para ela, antes de usurpá-la. Raquel então conta a verdade para Carlos Daniel, sobre a doença de Paulina e prepara um plano diabólico contra Paulina. Mas para que matar Paulina se ela está com uma doença terminal?

Na festa de 1 ano de casamento de Carlos Daniel e Paulina, Raquel coloca veneno no vinho de Paulina e propoem um brinde. Raquel se destrai e  bebe o vinho envenenado, mas Paulina desmaia. Logo depois Raquel também passa mal e vai junto com Paulina de ambulância para o hospital. Paulina descobre que os exames foram surpreendentemente trocados e que não está doente.Porque então os desmaio e os enjoos? Isso se deve ao fato de Paulina estar grávida.

Raquel fica entre a vida e morte e conta a verdade para Paulina. A boa e altruísta Paulina resolve não a denunciar e lhe dá algum dinheiro para ela voltar de onde veio. Todos terminam felizes para sempre e Paola continua graças a deus queimando no fogo ardente do inferno de onde jamais sairá.

A Usurpadora é uma novela eterna que sintetiza em seus antagonismos todas as nuances do caráter humano. Todo o exagero da trama acaba por evidenciar as verdadeiras personalidades boas e más que existem dentro de cada um de nós. A novela mostra o poder da ganância e da ambição dentro da mente humana e como a falta de recursos pode nos fazer mais humildes. A crítica social também está claramente colocada na novela. A sede por poder e prazer sexual de Paola destoa da fome de amor familiar que Paulina possui.

Os dilemas da novela não envelheceram e mesmo hoje em dia a novela permanece atual nos tempos da internet. Imagine o que Paola não faria se existisse facebook e twitter na sua época? Paola mostra claramente como uma pessoa se porta quando está numa situação estabilizada de poder. Toda a maldade e bondade do mundo estão simbolizadas nas  irmãs Paola e Paulina. A novela mostra como a bondade e a maldade são filhas do mesmo pai. Todos temos a opção de escolhermos entre ser uma Paola ou um Paulina. Eu já fiz a minha opção. E você? Já fez a sua?

FRASES

Sempre há uma testemunha perigosa de nossas maldades … mais os mortos não falam .

Paola Bracho

Eu quero dinheiro, pra me divertir. Um milhão de dólares, um milhãaao.

Paola BrachoOi Usurpadora, sabe quem sou eu? A verdadeira PAOLA BRACHO imbecil .

Paola BrachoAinda não percebeu? Você parece a minha irmã gêmea.

Paola Bracho

Daniel foi levado para um hospital á beira da morte!… AHAHAHAHAHAHA!!!!Dexa eu ver intão se ele morre, serei herdeira .

Paola Bracho

a usurpadora

Isso não é nada queridinha, eu pretendo ir muito mais longe!!

Paola Bracho

Ahh, por favor Leda, mais nada me assusta .

Paola Bracho

Maaaalllldiiiittttooooossssss….

Paola Bracho

 Empregada maldita! Empregada Abusada! Sai daqui Escravaaaa!

Paola Bracho

Não me provoque Euvira, voceê não sabe ainda do que eu sou capaz .

Paola Bracho

 Ai,Carlos Daniel como você é brega!!! 

Paola Bracho

Você vai se arrepender por ter tido a pachorra de contar para dona Piedade que nunca estive invalida!

Paola Bracho

Vou cortar a sua língua e arrancar os seus olhos . Acha isso suficiente ?

Paola Bracho

Cale-se Lêda! Carlos Daniel será meu .

Paola Bracho

Eu sou a verdadeira Paola Bracho e voce é so uma usurpadora que quer tomar meu marido irmanzinha !

Paola Bracho

ENQUANTO EU VIVER…NEM VC E NEM A USURPADORA FICARÃO COM O MEU MARIDO!!!!!

Paola Bracho

Sem Carlos Daniel, nem a Leda eu não tenho ninguem pra perturbar, nem pra disxilar o meu veneno .

Paola Bracho

Eu detesto sentimentalismo barato.

Paola Bracho

Você tem exatamente seis dias para se preparar, de modo que passamos juntos esses 6 dias para aprender a ser como eu Paola Bracho .

Paola Bracho

Já me acosumei com isso!!kero ver paulina na cadeia!!

Paola BrachoQuer que eu diga da minha maneira pra ver se ela também morre? Paola Bracho

Ela vai ter que engolir esse amor.. E vai se engasgar!

Paola Bracho

O tempo todo distroi, e o Carlos Daniel caiu, com seu próprio peso…

Paola Bracho

A Coitadinha , esta moribunda …

Paola Bracho

Tudo na vida a gente se acostuma queridinha

Paola Bracho

você não vai ter vontade de abrir essa boca nunca mais em sua vida .

Paola Bracho

Esse malzolhão me da um tedio.

Paola Bracho

A honra é uma coisa muito elástica e convencional, queridinha!

Paola Bracho

 eu quero que a vovó Piedade morra aquela velha maldita . 

Paola Bracho

Ja vai mostrando as garrinhas contra as minhas! MOSCA MORTA!!

Paola Bracho

CURIOSIDADES

1-La Usurpadora (Televisa) é um remake da novela venzuelana La Usurpadora (RCTV) exibida em 1972 e protagonizada pelos atores Raúl Amundaray e Marina Baura no papel das gêmeas.

2-A Televisa já havia realizado uma versão para esta novela em 1981, sob o título de “El Hogar que Yo Robé”. Juan Ferrara e Angélica Maria eram os atores principais da trama.

3-Gabriela Spanic tem uma irmã gêmea na vida real, Daniela Spanic, que é modelo. Daniela foi convidada pelos produtores da telenovela para aparecer em uma cena em que Paola e Paulina lutam fisicamente, a sequência teria sido muito difícil de conseguir por truque de câmera.

4-La Usurpadora foi apelidado em espanhol, “A rainha dos votos” quando foi transmitido pela Univision, em 2000. Embora a telenovela mexicana tenha recebido muitos votos, ela não conseguiu vencer os prêmios da mostra anual.

5-A atriz Gabriela Spanic já tinha interpretado duas mulheres idênticas em Como Tu, Ningúna, mas as personagens não eram relativas, como em La Usurpadora. Ela desempenhou os papéis na última fase da história.

6-Em 2001, Spanic estrelou “La Intrusa” da Televisa onde mais uma vez, assumiu funções similares de “A Usurpadora”: interpretar mulheres idênticas.

7-Em um determinado capítulo, depois do acidente de Alexandre Farina, em uma cena em que ele conversa com Luciano, sua perna mexe duas vezes, como uma forma de posicioná-la melhor na cadeira de rodas.

8-No capítulo 86, 1:17 segundos, quando Leandro e Abigail estão conversando numa festa de casamento, ocorreu um erro atras da Abigail, no video deu para ver o camera filmando o leandro.

9-Diversos nomes em espanhol de personagens ao serem traduzidos foram alterados:
Lalinha – Lalita
Leda- Gema
Adelina- Fidelina
Cacilda -Cachita
Alexandre Farina- Alessandro Farina
Estéphanie -Estefania
Seu Chico / Fransisco Don Chito / Panchito
Carlinhos- Carlitos

10-Gabriela Spanic, a protagonista, esteve no Brasil, na época em que a novela era exibida pelo SBT.

11-Ela participou de programas da emissora (Domingo Legal, Hebe e Em Nome do Amor) e gravou um comercial para o Baú da Felicidade, além também, de fazer chamadas para a estréia da novela O Privilégio de Amar, que sucedeu A Usurpadora na emissora.

12-No ano de 2001, Gabriela Spanic estrelou La Intrusa da Televisa onde mais uma vez, assumiu funções similares de A Usurpadora: interpretar mulheres idênticas.

13-Gabriela Spanic tem uma irmã gêmea na vida real, Daniela Spanic, que é modelo. Daniela foi convidada pelos produtores da telenovela para aparecer em uma cena em que Paola e Paulina lutam fisicamente, a sequência teria sido muito difícil de conseguir por truque de câmera.

14-Daniela Spanic brigou com a irmã e disse que ela liga para ela constantemente a ameaçando. Daniela disse que Gabriela é a verdadeira vilã na vida real. Dizem que Daniela foi forçada a parar de ver a irmã pelo marido depois que Gabriela virou mãe solteira.

15-Foi a penúltima telenovela da atriz Libertad Lamarque, que veio a falecer enquanto esteve na novela infantil Carinha de Anjo.

16-Você sabia que a princípio da história da grande novela “La Usurpadora”, Thalía seria a protagonista?Mas, Thalía não aceitou esse papel, ficando com Gabriela Spanic.

17- Gabriela Spanic fez dezenas de cirurgias plásticas. Sua vida pessoal é uma tristeza.  Aos 15 anos seu namorado morreu num acidente. Seu primeiro casamento não durou muito.Ela esteve em coma durante vários dias após sofrer um derrame cerebral, quando estava grávida de 4 meses de sua filha Katalina. Mais tarde Gabriela acusou um namorado seu de agressão. Em 2011 sua assistente colocou veneno em sua comida e sua saúde nunca mais foi a mesma. Seu namorado Neil Perez era ciumento e possesivo. Após 1 ano de convivência Gabriela descobriu estar grávida. Ele a proibia de sair com amigos e não a queria mais trabalhando na tv.

Ao revelar a gravidez ao namorado, ele se descontrolou, não reconheceu o filho como dele, dizendo que não vai registrar o bebê quando nascer, acusando-a de traição, que ela teve outros homens e não sabe quem é o pai, e que ela está jogando a responsabilidade para cima dele. Gabriela ficou chocada, totalmente abalada. A atriz voltou para a casa de seus pais, sofreu muito, e com toda suas forças disse não ao aborto, que muitos disseram a ela ser a melhor solução. Gabriela acabou enfrentando a gravidez sozinha e até hoje Neil não reconheceu o filho, pois Spanic se recusou a fazer o DNA. O bebê nasceu com um sopro cardíaco devido aos abalos emocionais que Gabriela sofreu na gravidez. Ela também já namorou o ator americano John Cusach e seu último namorado foi o brasileiro Frederico Lapenda.

About these ads

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s